Transformers 4: A Era da Extinção estreia no Cine Super K - Boa Vista/RR

Com novo elenco, "Transformers: A Era da Extinção" repete fórmula do excesso

É dos mistérios mais inexplicáveis do cinema contemporâneo que a franquia "Transformers" faça sucesso tão estrondoso. Baseados em uma linha de brinquedos, os filmes são longos, repetitivos e têm profundidade narrativa próxima a zero, mas levam multidões ao cinema desde que começaram a ser produzidos, em 2007.

O quarto título, "A Era da Extinção", chega às salas brasileiras nesta quinta-feira (17), depois de arrecadar US$ 208 milhões (R$ 462,7 milhões) nos Estados Unidos e se tornar, em apenas 12 dias, o filme de maior bilheteria de todos os tempos na China. Em regime de pré-estreia, o novo "Transformers" já liderou as bilheterias do Brasil nas últimas duas semanas, com renda muito superior aos filmes oficialmente em cartaz.



É difícil entender qual é o segredo da franquia produzida por Steven Spielberg e dirigida por Michael Bay, que narra a batalha entre robôs alienígenas bons (os Autobots) e maus (os Decepticons) que vivem na Terra e podem se transformar em objetos comuns, geralmente carros (carros não, carrões, do tipo "Velozes e Furiosos", para citar outro sucesso).







"A Era da Extinção" se passa quatro anos depois do filme anterior, "O Lado Oculto da Lua", no qual uma luta entre Autobots e Decepticons arrasou a cidade de Chicago e causou o fim da parceria entre humanos e robôs. Os Autobots que sobraram, inclusive o líder Optimus Prime, passam a ser caçados por um grupo de operações secretas da CIA, em parceria com outros alienígenas e uma corporação que busca tecnologia para produzir seus próprios robôs.

 

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trilha Sonora Cinquenta Tons de Cinza Donwload

Download Trilha Sonora Como eu era antes de Você (OST Soundtrack)